Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A menina de caracóis

"Eu não escrevo em português. Escrevo eu mesmo." Fernando Pessoa

A menina de caracóis

"Eu não escrevo em português. Escrevo eu mesmo." Fernando Pessoa

Segundas oprtunidades

Detesto atrasos! Detesto chegar atrasada e detesto mais ainda quando há pessoas que passam a vida com o telemóvel na mão e na hora de ligarem ou enviarem uma mensagem para dizerem que estão atrasadas esquecem-se que o telemóvel existe. Esta irritação toda fez-me lembrar da última vez que me chateei a sério com alguém por causa de um atraso: a minha esteticista. Esta senhora NUNCA me atendeu à hora marcada, era sempre meia hora ou 45 minutos depois da hora. Um dia fiz uma marcação para as 14h15 e disse mais que uma vez à senhora que não me podia atrasar porque entrava às 15h e o meu chefe não tolerava atrasos. No dia marcado e às 14h10, entrava eu no gabinete de estética. A senhora veio ter comigo e disse:

 

(Esteticista) - Espere só uns minutinhos. Estou a atender uma cliente que apareceu de surpresa. É muito rápido.

(A menina) - Tudo bem, eu espero um pouco mas não se esqueça que eu entro às 15h e não me quero atrasar.

 

Aquele dia o gabinete de estética mais parecia uma festa, a cliente levou também o namorado e a conversa dos três baseou-se pura e simplesmente em sexo e muitas gargalhadas à mistura. Quem não estava a achar piada nenhuma aquela situação era eu. Às 14h30 chamei a esteticista e disse-lhe que preferia marcar para outro dia mas mais uma vez ela insistiu para eu ficar dizendo que eram só mais cinco minutos. Claro que eu já estava a ver onde é que aquilo ia parar mas também decidi esperar para saber até que ponto ela ía levar aquela situação. Às 14h45 saiu a cliente com o namorado, a esteticista pediu-me para entrar e eu disse:

 

(A menina) - Como deve calcular a 10 minutos de entrar para o trabalho não vou fazer nada. Marcamos para outro dia porque agora tenho mesmo que me ir embora.

(Esteticista) - Marcar para outro dia porquê? A menina entre que já fazemos tudo agora.

(A menina) - Em quê? Em cinco minutos? Sim, porque eu não estou a pensar atrasar-me.

(Esteticista) - Em cinco minutos não mas em meia hora fazemos isso.

(A menina) - (aqui já eu fumegava por todos os lados) Vamos lá ver uma coisa. Eu entro às 15h, demoro 5 minutos a chegar ao trabalho por isso, não há tempo para mais nada. Vou-me embora e depois ligo a marcar.

(Esteticista) - A menina não me faça uma coisa dessas. Então, agora vai-se embora? Qual é o problema de chegar atrasada meia hora ao trabalho?

(A menina) - O problema é que eu sou responsável e gosto de cumprir horários.

E saí de lá fula da vida.

 

Apesar desta situação desagradável, da atitude da esteticista e dos seus defeitos (quem não os tem) decidi dar-lhe uma segunda oportunidade até porque eu gostava muito da senhora.

Marquei então para um dia em que estava de folga para não ter o mesmo problema e adivinhem: mais uma vez fui atendida 45 minutos depois da hora, a senhora ainda me disse que não gostou da minha atitude, passou o tempo todo amuada e com ar arrogante. Acreditem, pela atitude dela naquele dia senti-me tão mal que me arrependi do momento em que decidi dar-lhe uma segunda oportunidade. É por estas e por outras que muitas vezes me pergunto se as pessoas merecem mesmo uma segunda oportunidade...Algumas sim, outras não...

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.