Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A menina de caracóis

"Eu não escrevo em português. Escrevo eu mesmo." Fernando Pessoa

A menina de caracóis

"Eu não escrevo em português. Escrevo eu mesmo." Fernando Pessoa

A notícia que alegrou o meu dia

Os meus olhos brilharam e o meu estômago bateu palminhas quando li aqui que comer bolo de chocolate ao pequeno-almoço é uma boa solução para a perda de peso. Devo ser a menina mais gulosa que anda por aqui e no que toca a bolinho de chocolate, de preferência feito pela mamã, é a minha perdição. Também não deve existir menina mais trapalhona do que eu na cozinha, principalmente a fazer bolos, por isso, mamã prepara os ingredientes que eu vou só ali fazer as malas e já vou ter contigo para fazermos pão de ló de chocolate para o pequeno-almoço do fim-de-semana  

 

 

 

 

Carnaval

- Será que é este ano que vejo a menina mascarada?

- Não me parece...

- Convite para um baile de máscaras, aceitas?

- Também não.

- Vá lá, vai ser divertido e depois ninguém te conhece.

- É mesmo essa a razão, ninguém me conhece e eu também não conheço ninguém.

 

 

Para ser sincera, o Carnaval não me diz absolutamente nada. Primeiro, detesto máscaras. Melhor dizendo, não é bem a máscara em si porque algumas até são bem giras e engraçadas, é mais o facto de não conseguir ver o que está por detrás dela e esta sensação de incapacidade faz-me confusão, causa-me algum nervosismo, receio, arrepios e dependendo da hora do dia ou melhor da noite, algum medo. Segundo, penso que já sem máscara há pessoas que nos conseguem enganar tão bem nem quero imaginar o que serão capazes de fazer na posse de uma. Devem estar a pensar que estou para aqui a fazer um autêntico filme de terror mas a sensação de não conseguir ver o que está por detrás de um disfarce assusta-me bastante. É por isto que nem me lembro da última vez que saí numa noite de Carnaval. Terceiro, acho que o Carnaval não combina com a estação do ano em que nos encontramos. Há pessoas que vibram com este dia e passam imenso tempo a preparar os seus disfarces e quando chega o dia de Carnaval ou está frio, ou chuva ou neve para estragar tudo. E depois temos as criancinhas nos seus vestidinhos lindos de princesa ou de zorrinho a chorar porque estão cheias de frio e não querem usar os seus casacos para não esconderem o disfarce que trazem vestido.

Bem, apesar de eu não gostar muito deste dia, espero que se divirtam e não se esqueçam de contar qual o disfarce que escolheram para usar este ano :)

 

A minha agenda, o meu diário

Ainda estou para perceber porque continuo a esquecer-me de coisas que tenho marcadas quando estou rodeada de tecnologia que me alerta para tudo e mais alguma coisa, papéis e papeizinhos e até uma agenda? Neste caso, até compreendo a razão do meu cérebro ter eliminado esta informação uma vez que, ter consulta marcada no dentista não é algo que se deseje para início do ano. E por falar em agendas, como estou para aqui a folhear a minha, apercebi-me que ainda não comprei uma agenda para este novo ano. Nos tempos que correm são muitas as pessoas (pelo menos aquelas que me conhecem melhor) que ainda me perguntam para que preciso de uma agenda quando tenho um telemóvel que me permite fazer quase tudo. Eu continuo a responder que prefiro ter uma agenda onde posso escrever, desenhar (apesar de não ter jeitinho nenhum para a coisa) e ainda ter o prazer de sentir aquele cheirinho próprio das folhas de papel enquanto a folheio do que pegar no telemóvel para colocar uma nota. Para mim, este gesto faz com que se perca toda a piada. Uma agenda é algo que fica, que podemos guardar ou recorrer caso seja necessário enquanto que, no telemóvel há sempre aquela tendência de apagar o que já não precisamos ou o que já fizemos, para não acumular demasiada informação e quando surge um dia em que precisamos relembrar alguma coisa vai-se a ver e desapareceu tudo ou então foi apagado, o que já me aconteceu. Nestas situações só a minha agenda me consegue desenrascar. Posso mesmo afirmar que a minha agenda é quase como um diário, onde escrevo quase tudo o que tenho para fazer ou o que me acontece de mais importante. Às vezes chega a ser pequena para tanta informação mas é uma mania que eu tenho.

 

Quem me acompanha nesta mania? :)

 

Aqui fica a minha antiga agenda, com cachorrinhos, claro e sem os papéis e papeizinhos pelo meio para parecer mais organizadinha :)

 

image

 

(Foste uma boa companheira ao longo de todo o ano de 2015)

 

Pequeno-almoço

Confesso que sou uma menina que gosto imenso de dormir porém adoro acordar cedo porque só assim consigo tomar o meu pequeno-almoço sem pressas, sem confusões e com muita tranquilidade. O pequeno-almoço é das minhas refeições preferidas e sozinha ou acompanhada gosto de desfrutar deste pequeno momento logo pela manhã, nem que para isso tenha que sair da cama 30 minutos mais cedo. Sinto que se tiver este momento depois de acordar que o resto do dia tem tendência a correr muito melhor ou será só impressão minha, não sei. O que importa é que durante alguns momentos posso reflectir um pouco sobre o que vai ser o meu dia, colocar algumas ideias em ordem e ao mesmo tempo poder saborear a primeira refeição do dia como eu tanto gosto, com muita calma. E depois de um fim-de-semana com muitos excessos era mesmo isto que me apetecia para o pequeno-almoço, chá verde e fruta com aveia, algumas sementes e nozes. Hoje ficava só pelo chá mas tentei colocar mais alguma coisa no estômago para ver se não cometo tantas loucuras durante a manhã, o que acho muito difícil acontecer, pelo menos enquanto esta má disposição não passar.

 

Costumam tomar o pequeno-almoço com calma ou é a refeição que quase saltam por falta de tempo? Contem-me tudo e sintam-se à vontade para partilhar o vosso pequeno-almoço :)

 

 

image

 

 

image

 

Mensagem de Natal

image

 

Preencham este Natal com o melhor sentimento dos nossos dias, o amor. Nesta quadra façam alguém feliz e sejam felizes também. Realizem sonhos, não os metam na gaveta à espera que eles se realizem sozinhos ou que alguém os realize por vocês porque isso não vai acontecer. Vivam com intensidade e amor, abracem e beijem quem mais amam, dediquem algum afecto aos mais frágeis e não se esqueçam que o Natal é quando o homem quiser por isso à que alimentar bons sentimentos ao longo de todo o ano, do novo ano que está para vir.

FELIZ NATAL 

 

Desafio de Natal

Agradeço à menina do blog A miúda a nomeação para responder às perguntas do desafio de Natal.

 

image

 

1. Natal com frio ou calor?

Apesar de ser a pessoa mais friorenta do mundo, para mim o Natal tem que ser com frio, bastante frio para poder sentir o calor da quadra e dos abraços dos que mais gosto. 

 

2. O Natal deve ser uma época de sentimentos, emoções, amor e harmonia familiar, mas é também indissociável da palavra "presentes". Qual o melhor e o pior presente recebidos até hoje?

O melhor presente que me podem oferecer no Natal é poder estar com a minha família. Sou uma menina, é claro que gosto de receber presentes mas para mim isso não é o mais importante nesta quadra. De que adianta oferecer o presente mais caro se depois não vem acompanhado de um sentimento puro e verdadeiro. Quanto ao pior presente não me recordo de nenhum, cada um deles tem um significado e uma história.

 

3. Jantar de Natal - Bacalhau, Peru ou outro?

As migas de bacalhau feitas pela minha mãe, não há melhor, adoro. Só de pensar nelas já estou com água na boca :)

 

4. Lareira ou aquecedor?

A lareira consegue sempre envolver-nos num ambiente mais aconchegante e mais caloroso.

 

5. O filme de Natal?

Uma boa comédia para toda a família apesar de que não se consegue ver um filme do início ao fim nestes dias. A televisão pode até estar ligada mas ninguém lhe liga nenhuma :)

 

6. Bolo Rei ou Bolo Rainha?

Dispenso os dois, prefiro mil vezes o tronco de Natal mas sou capaz de comer uma fatia de bolo rei.

 

7. O melhor do Natal?

Conseguir reunir toda a minha família, algo impossível de acontecer este ano mas ainda acredito no Pai Natal :)

 

Grande confusão

Quando ontem uma amiga me perguntou o que eu achava disto para oferecer, eu respondi:

 

image

 

A menina: Só podes estar a brincar???

Amiga: Porquê? É bem original.

A menina: Então agora vais oferecer produtos de limpeza? Tenho cá para mim que ela não vai gostar nada dessa originalidade...

Amiga: Mas isto é um perfume...

A menina: Olha, ninguém diria. Se eu visse essa embalagem lá por casa era bem capaz de a confundir com detergente para limpar vidros.

Amiga: Isso és tu, que confundes sempre tudo!

A menina:

 

Digam lá, se não é o que parece à primeira vista. Ainda mais quando não se conhece...

 

Quem tem brio não tem frio

Hoje de manhã ao passear com a minha pequena (cadela) cruzei-me com uma menina muito sorridente, bem vestida, com roupa que parecia ser muito quentinha, e muito direitinha, ao contrário de mim que estava toda encolhida dentro do meu kispo, ou não fosse eu a menina mais friorenta à face da terra, quando os meus olhos se fixam nos pés da menina e por momentos quase gelei. Se eu já estava cheia de frio arrepiei-me toda ao ver o que ela trazia calçado. Ela trazia nada mais nada menos que umas sandálias, sim leram bem, umas sandálias com apenas umas tirinhas super fininhas. Eram 7h30 da manhã, estava imenso frio, vento gelado e aquela menina conseguiu sair à rua com umas sandálias. Se eu com botas tinha os pés completamente gelados nem quero imaginar como estariam se tivesse saído de casa com apenas umas sandálias. Já diz o velho ditado, quem tem brio não tem frio.

 

Dilema da menina de caracóis

Esticar o cabelo pela manhã e chegar à hora de almoço com ele completamente encaracolado e ainda ter que passar o dia a ouvir a pergunta:

"Então, que raio de cabelo é esse?"

Factor humidade e liberdade de expressão, alguém conhece???

Nem sei porque ainda gasto tempo e dinheiro a esticar o cabelo. É que nem uma manhã se aguenta...

 

 

image